Author Archives: amcrgrodrigues

Informação

Até anúncio em contrário, o Plano Extraordinário – Clube de Cinema interrompe aqui as suas sessões especiais.

Anúncios

20 de Dezembro, 19h: “Serenata à Chuva”

Realização: Gene Kelly (I), Stanley Donen

Interpretação: Debbie Reynolds (I), Donald O’Connor, Gene Kelly (I)

EUA, 99′, M/12

Sinopse:

Hollywood: 1927. Don Lockwood e Lina Lamont são a dupla mais famosa do cinema mudo. Os seus filmes são um verdadeiro sucesso e as revistas apostam numa relação intíma entre os dois, o que não existe na realidade. Com a chegada do cinema falado, que se torna a nova moda entre os espectadores, o par romântico é confrontado com a realização de um musical, onde é necessário ter um bom desempenho vocal. Mas Lina tem um problema grave: a sua voz é demasiado aguda para os filmes sonoros. Kathy Selden, uma corista que se cruza na vida de Don, é então contratada para dobrar a voz da popular actriz…

Fonte: cinema,sapo.pt

16 de Dezembro, 19h: “Birdwatchers”

Realização: Marco Bechis

Interpretação: Abrísio da Silva Pedro, Alicélia Batista

Cabreira, Chiara Caselli, Claudio Santamaria

Argumento: Luiz Bolognesi, Marco Bechis

Classificação: M/12

Brasil, Itália, 2008, 104′

Sinopse:

Mato Grosso do Sul, Brasil, hoje. Os fazendeiros têm uma vida rica e cheia de diversão. Possuem plantações transgénicas que se perdem de vista e passam os serões com os turistas vindos para ver os pássaros – Birdwatchers. Contudo, nos limites das suas propriedades cresce o descontentamento por parte dos Índios, antigos proprietários legítimos das terras. O suicídio de mais um jovem da reserva catalisa o conflito entre estes dois mundos opostos. No entanto, reside a “curiosidade do outro”. Uma curiosidade que aproximará o jovem aprendiz de xamã, Osvaldo, e a filha de um fazendeiro.

Fonte: cinema.sapo.pt

9 de Dezembro, 19h: “Beija-me Depressa” (Acção! Conversa sobre cinema)

Conversa acompanhada do filme: “Beija-me Depressa”

Palestrante: José Ricardo Lopes

José Ricardo Lopes nasceu em Tomar em 1989. Foi nessa cidade que iniciou a realização de pequenos filmes. A sua primeira curta-metragem, Francisca e a sua Torre, foi filmada no Convento de Cristo em Tomar, quando tinha apenas 15 anos. Seguiu-se a cobertura em vídeo e em directo de vários espectáculos e a realização da série de 10 episódios, Batata Frita. Em 2007, realizou a curta-metragem de animação O Cadáver Esquisito. Ainda nesse ano, ingressou no curso de Cinema da Escola Superior de Teatro e Cinema. Em 2008, realizou as curtas-metragens Estrela Cadente e Je m’appellle. Em 2009, co-realizou o documentário Húmus, nomeado para um “Golden Panda” na categoria de “Best Documentary for Nature & Environment”. Em 2010, regressou a Tomar para realizar a curta-metragem Beija-me depressa!, inspirada na cidade. Encontra-se, actualmente, em processo de pós-produção de uma outra curta-metragem de ficção.

Título: “Beija-me Depressa”

Argumento, Produção, Realização e Montagem: José Ricardo Lopes

Direcção Artística: Alexandra Rato

Director de Som: Raphaël Morgado Lopes

Música Original: João Gonçalo Neves

Assistência de Realização: Rui Falcão

Interpretação: Ana Guiomar, Fernando Pires, Raphaël Morgado Lopes, Rui Morisson

Género: Ficção

Portugal, 2010, 25′

Sinopse:

Em Tomar, naquela tarde de 1954, a Isabel e o André cruzaram-se por acaso na rua, sorriram e amaram-se logo. O André era militar e a Isabel trabalhava numa casa de família. Os dois não hesitaram em seguir o seu caminho, mas aquele foi o momento mais bonito das suas vidas.

Porque os grandes amores existem.

Porque os grandes amores são intensos.

Porque os grandes amores também se esquecem.

2 de Dezembro, 19h: “Canino”

Realização: Yorgos Lanthimos

Interpretação: Christos Stergioglou, Michelle Valley, Aggeliki Papoulia, Christos Passalis, Mary Tsoni, Anna Kalaitzidou

Género: Drama

Classificação: M/18

Grécia, 2009, Cores, 91′

Sinopse:

Num tempo e num espaço por definir, um pai (Christos Stergioglou), uma mãe (Michele Valley) e três filhos adolescentes – um rapaz e duas raparigas (Aggeliki Papoulia, Mary Tsoni e Hristos Passalis) – vivem numa casa cercada por uma vedação. Nenhum dos filhos atravessou alguma vez aquele espaço e todo o conhecimento que têm da vida foi-lhes transmitido pelos pais, que empregam todo o tipo de embustes para suavizar o que ambos consideram ser prejudicial para a sua educação. O pai, trabalhador, é o único a sair da clausura e é quem compra tudo o que é necessário para uma vida “normal”. Para acalmar os ímpetos sexuais do filho mais velho, o pai traz Cristina (Anna Kalaitzidou) a conhecer a família. Mas um dia ela quebra as regras e mostra a uma das raparigas algo que ela nunca deveria chegar a conhecer…
Vencedor do prémio Un Certain Regard no festival de Cannes e do Grande Prémio do Estoril Film Festival em 2009, uma história inquietante, sobre a alienação e controlo em nome do amor, realizada pelo grego Yorgos Lanthimos.

Fonte: Cinecartaz.Público.Pt

25 de Novembro, 18h15: “Um Profeta”

Realização: Jacques Audiard

Interpretação: Tahar Rahim, Niels Arestrup, Adel Bencherif

Género: Drama, Crime

Origem: FRA/ITA

Ano: 2009

Duração: 155m

Classificação: M16

Sinopse:
Malik El Djebena (Tahar Rahim), de 19 anos, é um pequeno delinquente que se vê condenado a seis anos numa prisão francesa. Árabe, analfabeto, de aparência frágil e desprotegida, Malik apenas pensa em sobreviver à violência de uma prisão dominada por César Luciani (Niels Arestrup), o líder de um poderoso gang corso.
Mas os seis anos de cativeiro transformarão Malik: através da criação de laços, negócios e traições com o resto dos encarcerados, o jovem vai construindo uma nova identidade – a de chefe de uma nova organização criminosa.
O filme de Jacques Audiard (“De Tanto Bater o Meu Coração Parou”, “Nos Meus Lábios” e “Um Herói Muito discreto”) ganhou o Grande Prémio do Júri do Festival de Cannes de 2009 e foi o candidato francês ao Óscar de melhor filme estrangeiro. 

Fonte: Cinecartaz Público

18 de Novembro, 19h: “O Último Voo do Flamingo”

Realização: João Ribeiro

Interpretação: Carlo D’Ursi, Cláudia Semedo, Eliote Alex, Alberto Magassela

Género: Drama

Origem: BRA/ITA/ESP/POR/FRA/Moçambique

Ano: 2010

Duração: 87m

Classificação: M12

Sinopse:

Tizangara, uma pequena vila imaginária no interior de Moçambique, meses depois da assinatura do Acordo Geral de Paz, que terminou com a Guerra Civil no país. Após a morte inexplicável de cinco soldados das Nações Unidas, o tenente-coronel italiano Massimo Risi (Carlo D’Ursi) é destacado para investigar o que aconteceu naquele pequeno lugar isolado onde as únicas provas são pedaços de corpos dispersos e pénis decepados.
Baseado na obra homónima do escritor moçambicano Mia Couto, realizado por João Ribeiro e co-produzido por Espanha, Brasil, Moçambique, Itália e França, é uma crónica dos anos conturbados do pós-guerra, documentando a adaptação do país a uma nova realidade social e política.

Fonte: Cinecartaz Público