15 de Julho, 15.30h: “A Canção do Mar”

Realização: Tomm Moore

Versão dobrada em português

DIN/BEL/IRL/LUX/FRA, 2014, 93′, M/6

Desde a trágica morte da sua mãe que Ben e Saoirse (vozes de David Rawle e Lucy O’Connell, respectivamente), de dez e seis anos, vivem num grande farol junto ao mar com o pai, um homem triste e amargurado. Um dia, Ben descobre que a irmã é uma fada que se pode transformar em foca e depois retornar à condição humana. E quando ela toca uma flauta feita de concha que pertencia à progenitora, consegue libertar seres mágicos presos numa terrível maldição. Agora, para que todas as criaturas encantadas possam recuperar os seus poderes e voltar a ser livres, os dois irmãos embarcam numa aventura onde terão de enfrentar os seus medos mais profundos…
Inspirado em vários mitos do folclore irlandês, “A Canção do Mar” conta com a realização de Tomm Moore que, com este filme, se viu nomeado pela segunda vez para o Óscar de Melhor Filme de Animação em 2015, depois de já o ter sido em 2010 com “The Secret of Kells” (2009), a sua estreia em cinema.

 

A magia das lendas na animação

Uma das grandes maravilhas do cinema de animação é o encontro com o mito, essa inspiração que primeiro tocou o universo literário, e só depois deu origem a filmes tão inesquecíveis como A Pequena Sereia (1989) ou, ainda recentemente, O Conto da Princesa Kaguya (2013). É nessa mesma fonte que vamos descobrir A Canção do Mar, de Tomm Moore, que respira a mitologia celta das terras irlandesas, convocando a lenda das Selkies: mulheres-focas que podiam viver com os humanos, quando despidas da sua pele animal. Moore, fiel às origens, situa a história numa remota ilha irlandesa, onde um faroleiro vive com os seus dois filhos – um rapaz irritadiço, Ben, e um menina mais nova, Saoirse, que parece ter guardado da mãe (desaparecida) a serenidade marítima. Os dois irmãos, levados pela avó paterna para a cidade, lançam-se numa aventura de retorno a casa que vai pôr em risco a vida da pequena Soirse, uma menina-foca.
Nomeado para o Óscar de animação em 2015, este conto familiar é de uma imensa subtileza, inteligência e sensibilidade, tanto na criação visual como narrativa. Um verdadeiro encanto.

Inês Lourenço, in DN Artes

 

 

 

 

 

 

Anúncios

One response to “15 de Julho, 15.30h: “A Canção do Mar”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s