28 de Abril,19h: “O Grande Ditador”

Chaplin blogRealização: Charles Chaplin

Argumento: Charles Chaplin

Intérpretes: Charles Chaplin, Paulette Godard

EUA, 1940, 125’, M/12

Charlie Chaplin foi um actor e realizador icónico, que jamais será esquecido pela história do cinema. The Great Dictator foi o primeiro filme falado do realizador, que também é o seu protagonista, e surge pouco tempo depois do início da II Guerra Mundial, e a verdade é que o filme foi uma antevisão do que viria a acontecer na Alemanha, pela direcção de Hitler, através de uma sátira ao nazismo/fascismo. No entanto, Chaplin afirmou, mais tarde, que se soubesse o que iria acontecer, nunca teria feito o filme. Em alguns países, foi lançado posteriormente à guerra.

A narrativa situa-se durante a I Guerra Mundial, na Tomânia (local fictício). O argumento é ficcionado, mas baseado em factos reais, dado que é uma sátira. Os momentos satíricos incidem em símbolos-chave como a cruz suástica, ou os discursos de Hitler, que primam pelo exagero, mas também é isso que lhes confere comicidade.
Ainda assim, há pequenas diferenças da realidade para a ficção: na realidade, a Itália e a Alemanha cruzam caminho, mas em The Great Dictator, os países são rivais.

Esta é uma obra que mesmo se fosse muda, seria capaz de nos dar um retrato vívido da destruição que constituiu a guerra. Chaplin acrescenta, ainda, uma particularidade ao filme: é o judeu (que é um paralelismo claro com a personagem Charlot, que bem conhecemos) e o ditador. Mas também aí há um forte realismo: o judeu não é totalmente bom, e o ditador não é totalmente mau…
Chaplin, como não poderia deixar de ser, usa a sua obra para transmitir as suas convicções democráticas, algo visível no discurso: “Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade!”.
Outro aspecto importantíssimo e que nunca poderia deixar de ser mencionado, é a intemporalidade da obra, quando Chaplin se refere às máquinas: “Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido”. Não é este um dos problemas do mundo moderno?
By Beatriz Barroca, in CineAddiction 

One response to “28 de Abril,19h: “O Grande Ditador”

  1. Eu já assisti esse filme 16 vezes e nunca me canso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s